sábado, 14 de abril de 2018

Mais cargos públicos em Mauá

Resultado de imagem para camara municipal de maua



Na quinta-feira passada, 12, a Câmara de Mauá aprovou, em tempo recorde, projeto de autoria do prefeito que criou 53 cargos comissionados, tidos como de confiança ou apadrinhados. A propositura chegou à câmara às 9h56 de terça-feira e na tarde do mesmo dia foi avalizada em primeira votação. Na manhã da quinta-feira, em sessão extraordinária, aconteceu a segunda votação e respectiva aprovação.

Dos 23 vereadores, apenas 3 votaram contra na segunda votação: Chiquinho do Zaíra (PTdoB), Marcelo Oliveira (PT) e Gil Miranda (PRB). Gil Miranda havia votado a favor na primeira votação e mudou o voto, acompanhando os oposicionistas.

O vereador Ricardinho da Enfermagem que havia rejeitado a proposta na tarde de terça-feira, também mudou o voto e acabou endossando a criação dos novos cargos.

Em declaração nas redes sociais, Chiquinho do Zaíra registrou que:  “Votei contra este projeto que considero totalmente abusivo e incoerente diante de tantos problemas encontrados na cidade atualmente, onde deixei claro que tomarei as medidas que achar necessárias, até mesmo junto ao Ministério Público”.

Segundo reportou o jornal regional Diário do Grande ABC, o vereador petista Marcelo Oliveira subiu à tribuna com uma planilha de cargos e salários do Paço mauaense para criticar a medida. “Parece brincadeira, em momento tão difícil, que exige criatividade, austeridade e economia na utilização do dinheiro do contribuinte, o prefeito Atila Jacomussi vai na contramão da prática da gestão pública responsável e eficiente”, disparou o oposicionista.

0 comentários:

Postar um comentário